Pular para o conteúdo principal

A oração que gerou controvérsias




Joe Wright
(em itálico, material que circula livremente pela internet, em vários sites) 

Interessante oração feita em Kansas na sessão de abertura do Senado deles, em 23/01/1996, pelo pastor Joe Wright, titular da Central Christian Church in Wichita. Parece que a oração ainda incomoda algumas pessoas. Quando pediram para o ministro Joe Wright abrir a nova sessão do Senado de Kansas, todos estavam esperando o tradicional discurso, mas isso foi o que eles ouviram:

    "Pai celeste, nós estamos diante de Ti hoje para pedir Teu perdão e para buscar Tua direção e liderança.
    Nós sabemos que Tua palavra diz:
    Cuidado com aqueles que chamam o mal de bem, mas isto é exatamente o que temos feito’
    Nós perdemos nosso equilíbrio espiritual e revertemos nossos valores.
    Nós exploramos os pobres e chamamos isso de loteria.
    Nós recompensamos preguiça e chamamos isso de bem-estar.
    Nós cometemos aborto e chamamos isso de escolha.
    Nós matamos os que são a fa vor do aborto e chamamos de justificável.
    Nós negligenciamos a disciplina de nossos filhos e chamamos isso de construção de auto-estima.
    Nós abusamos do poder e chamamos isso de política.
    Nós invejamos as coisas dos outros e chamamos isso de ambição.
    Nós poluímos o ar com coisas profanas e pornografia e chamamos isso de liberdade de expressão.
    Nós ridicularizamos os valores dos nossos antepassados e chamamos isso de iluminismo.
    Sonda-nos, oh  Deus,
    e conhece os nossos corações hoje;
    nos limpa de todo pecado e nos liberta.

    Amém! "

A resposta foi imediata. Um número de legisladores saíram durante a oração em forma de protesto. Em 6 semanas, a igreja Central Christian Church recebeu mais que 5.000 ligações e somente 47 foram negativas. A igreja agora está recebendo pedidos internacionais de cópias desta oração, como a Índia, África e Korea.  O comentarista Paul Harvey colocou essa oração no ar no seu programa de rádio ‘O Resto da História’, e recebeu o maior índice de ouvintes que o seu programa já teve.

Agora vejam a resposta do pastor, que eu achei em outro site (European-American Evangelistic Crusades):


"Reportedly, one Democrat walked out in protest, three others gave speeches critical of Wright's prayer, and another blasted Wright's "message of intolerance." House Minority Leader Tom Sawyer (also a Democrat) asserted that the prayer "reflects the extreme, radical views that continue to dominate the House Republican agenda since right-wing extremists seized control of the House Republican caucus last year." Rep. Jim Long, a Democrat from Kansas City, said that Wright "made everyone mad." But Rep. Powell, who had invited Wright in the first place, claimed that House Democrats were only trying to make political points with their criticism and affirmed that he supported the theme of the prayer.
Pastor Wright said afterwards: "I certainly did not mean to be offensive to individuals, but I don't apologize for the truth." His staff stopped counting the telephone calls that came from every state and many foreign countries after the first 6,500. Wright appeared on dozens of radio shows and was the subject of numerous TV and print news reports, and his prayer stirred up controversy all over again when it was read by the chaplain coordinator in the Nebraska legislature the following month. Wright later explained, "I thought I might get a call from an angry congressman or two, but I was talking to God, not them. The whole point was to say that we all have sins that we need to repent all of us . . .  

The problem, I guess, is that you're not supposed to get too specific when you're talking about sin."

Comentários